SOU MULHER Eu sou mulher! Não apenas quando ponho um belo batom vermelho, salto alto e disponho da sensualidade que perfuma a minha áurea feminina. Eu sou mulher, porque sou persistente, porque não posso desistir da vida, e porque quero ter em mim uma criança feliz. Eu sou mulher, porque sou guerreira que mesmo ferida e caída se levanta e aprende a seguir em frente, e a pedir ajuda: Afinal mulher também precisa de colo, chega de heroínas de estória em quadrinhos. Eu sou mulher, porque sou como uma leoa que vai a caça, que defende suas crias, mas é ela que mantém a coroa do rei. Sou mulher sem culpas, quando faço escândalos homéricos por uma barata, ou uma largatixa ou até mesmo por uma verde, fria e nojenta rã. Sou mulher, quando consigo ler, ver TV, ouvir reclamações e ronco do marido, as brigas ou as músicas Rock n’ Roll dos meus filhos e ainda fingir que a casa esta limpa e ter que encarar os latidos dos cachorros... Afinal todos só querem um olhar, não um olhar qualquer, mas O MEU OLHAR DE MULHER. Sou mulher , quando me recuso a seguir os padrões da moda e seus magrelos manequins. Estufo o peito, e digo ao vendedor que quer me enfiar aquele jeans (que você sabe que jamais entraria em você): - VÁ A MERDA e enfie a sua etiqueta 46 numa bunda 42, talvez assim sirva a alguém. O vendedor boquiaberto dirá envergonhado para loja cheia de clientes : -É TPM. E você sai sem apertos e com um sorriso triunfal e confortável. Sou mulher quando me encanto com uma flor, quando encaro um brigadeiro com desejo ardente, quando riu e choro, sem nem sempre saber o porquê. Sou mulher porque encaro o espelho e vejo que o passar do tempo me deixou mais marcada, e ao mesmo tempo tão menina, tão mulher. Sou mulher, e como um vinho o tempo me torna mais preciosa, mais rara e única. E em finas taças de cristal ofereço e degusto o seu sabor, para quem saiba apreciá-lo. TEXTO E FORMATAÇÃO:LAÍZE PORTELA 2009